x

Dúvidas? Fale conosco através do WhatsApp. Clique aqui.

Dúvidas? Fale conosco através do WhatsApp. Clique aqui.

Blog

CONSTRUÇÃO

Cultura sustentável

Postado em: May 21, 2019

Compartilhe:

Blog

Banner

Postado em: May 21, 2019

Compartilhe:

“O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente”. Esta elocução de Mahatma Gandhi nos leva a refletir sobre qual destino deixaremos para o planeta Terra. Então, surge a pergunta: Este porvir será proveitoso e saudável às próximas gerações?

Esta reflexão não compete apenas às pessoas, mas principalmente às empresas que têm melhores recursos para o desenvolvimento sustentável, e dependendo do ramo ao qual uma corporação faz parte, suas responsabilidades são ainda maiores em relação a esse assunto.

Sustentabilidade na construção civil

O setor da construção civil é um destes segmentos que pode impactar negativamente o nosso planeta, principalmente pela grande quantidade de entulho gerado, e utilização de matéria-prima e insumos que podem poluir o meio ambiente.

Pensando nisso, muitos profissionais desta área, há alguns anos, viram a necessidade (e a urgência) em otimizar a gestão de obras por meio da inovação tecnológica para aprimorar o processo de descarte de resíduos de um canteiro de obras ou mesmo de uma pequena reforma.

Com isso, surgiu o conceito de construção sustentável, com novas formas de estruturação, utilizando materiais reciclados de boa qualidade e capacitando profissionais especialistas para atuarem com a sustentabilidade na construção civil.

Foi assim que surgiram a gestão de resíduos e os engenheiros ambientais, pessoas competentes para os cuidados com o meio ambiente dentro de canteiros de obras. Estes peritos planejam soluções e gerenciam de forma eficaz o descarte e o reuso de materiais e resíduos, pautados na legislação estabelecida.

Estas novas alternativas trouxeram benefícios evidentes para a economia de recursos naturais e financeiros, não apenas durante a construção, mas depois dela.

Exemplo disso são as casas ou prédios chamados “verdes”, projetados para menor consumo de água e energia, com a colocação de vasos sanitários que consomem menor quantidade de água, instalação de painéis para o uso da energia solar ou uma melhor estética de janelas para melhor aproveitamento da luz dentro dos ambientes.

Em relação ao uso de materiais reaproveitáveis, eles minimizam os custos, porém qualificam ainda mais a obra. Além de minimizar os gastos de recursos naturais e financeiros, outras vantagens são a redução de poluentes, melhor eficiência energética e materiais ecologicamente corretos. Veja alguns exemplos desses  materiais:

  • Madeira reflorestada
  • Madeira de plástico reciclado: podem ser usadas como piso ou revestimento.
  • Tijolo ou bloco de adobe: podem ser feitos de argila, areia, palha ou fibras.
  • Concreto reciclado: feito de entulhos de outras obras.
  • Telha ecológica: feita de fibras de madeira reciclada.

Outra alternativa para tornar sua obra mais sustentável, é o conceito de Lean Construction que entre outras vantagens, influencia beneficamente no uso e reuso de materiais, evitando o desperdício.

Sustentabilidade na gestão de limpeza

Outro setor que pode influenciar bastante no meio ambiente, e por isso também busca soluções para oferecer serviços que não gerem danos ambientais, é a gestão de limpeza de uma organização. Este departamento deve estar atento para formas mais sustentáveis de realizar a limpeza sem que os produtos químicos, os detritos e as impurezas maltratem a natureza.

Os recursos essenciais que os profissionais da limpeza utilizam para entregar serviços de qualidade são a água e a energia elétrica, mas com prudência, seu consumo consciente ajuda também a diminui o gasto financeiro.

Sendo assim, veja algumas formas de realizar a higienização, seja em casa ou nas empresas, com sustentabilidade:

1- Oferecer capacitação aos colaboradores com treinamentos e palestras que apresentem os benefícios ao meio ambiente e à vida, com exemplos e ações socioambientais que incentivam ao consumo sustentável.

2- O uso de produtos químicos de limpeza são importantes para retirar aquelas sujidades que ficam incrustadas ou gordurosas, por isso priorize aqueles que são biodegradáveis e os que são diluídos em água. Além de econômicos financeiramente, são produzidos de forma ecologicamente correta.

3- Maquinários eficientes podem auxiliar deixando o serviço mais profissional e com menor consumo de água e de energia. Esses equipamentos facilitam e dinamizam o trabalho de higienização como por exemplo: lavadoras de alta pressão ou a vapor, lavadoras de piso, aspiradores, enceradeiras, polidoras e varredeiras.

4- Consumo consciente de recursos naturais é extremamente importante! E isso vai além dos cuidados em fechar torneiras, observar vazamentos e apagar as luzes. Busque equipamentos que geram recompensas reais, como por exemplo a lavadora de piso que economiza até 80% no consumo de água. Outro exemplo é a lavadora de alta pressão que reduz em 17 litros por minuto, o consumo de água.

Adotar medidas sustentáveis pode não ser simples, porém o retorno é compensador observando os resultados dentro e fora das organizações, assim como suas vantagens. Já divulgamos aqui em nosso Blog, maneiras de economizar com os serviços de limpeza e com a limpeza industrial.

 

Uma empresa engajada com o desenvolvimento sustentável fortalece sua presença no mercado e enaltece sua marca, obtendo a confiança dos consumidores, e consequentemente, aumentando o número de clientes.


 Cultura sustentável

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of

0 itens para orçamento

Fechar